• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin

Quer ter uma horta sustentável?

Então o primeiro passo é fazer… uma pilha de compostagem, deverá evitar ao máximo a introdução de “input’s” externos à sua horta, utilize e re-utilize residuos/lixos organicos produzidos no seu espaço e em casa, reduza custos vai ver que a sua carteira agradecerá.

Antes de compostar os seus resíduos deve conhecer o processo, tenha atenção e controle fenómenos como o arejamento, a humidade, a temperatura e a quantidade de matéria orgânica só assim consegue obter o melhor composto para o seu solo.

Arejamento.

Os microrganismos responsáveis pela fermentação precisão de oxigénio, na sua falta, o composto emitirá mau cheiro, limitando a qualidade do mesmo.

Se vai fazer uma pilha, assegure uma boa circulação de ar, pode colocar um tubo furado em PVC (canalização de rega) no fundo da sua pilha ou ter o cuidado durante a mistura dos resíduos do composto, assegure que coloca os menos porosos (serradura, cortes de relva, etc…) com os mais porosos (palhas, aparas de madeira, engaços, etc…), permitindo não só uma melhor circulação de ar como também uma compactação suficiente.

A pilha deverá ter a forma de um trapézio com 1,5 a 2 metros de base e 1,5 de altura. Evite pilhas grandes, são difíceis de manusear e reduzem o arejamento.

Humidade.

A pilha para além de ar precisa de água, ela deve estar sempre húmida. Faça um teste…retire da pilha um pouco de composto e aperte na sua mão, o ideal será molhar a mão e escorrer algumas gotas entre os dedos, como uma esponja.

Temperatura.

A temperatura não deve exceder os 65ºC para não reduzir a qualidade do composto. Para medir a temperatura da sua pilha podemos usar termómetros apropriados ou então coloque uma barra de ferro no coração da pilha e após alguns minutos verifique se aguenta agarrar a barra com a mão. Se não aguentar a temperatura é excessiva. Terá de regar ou revirar a pilha.

Quantidade de Resíduos  inicial.

Todos os resíduos têm carbono e azoto na sua constituição, uns mais carbono, materiais chamados castanhos como por exemplo as lenhas de poda, a serradura (materiais mais lenhificados) e outros mais azoto, os verdes tais como as aparas de relva, os restos de comida, etc.. a esta relação entre carbono e azoto chamamos razão C/N.

Na construção da nossa pilha devemos ter atenção à razão C/N de cada resíduo que colocamos na pilha, pois se a pilha tiver uma razão C/N muito elevada (acima de 100), o nível de azoto é insuficiente para multiplicar os microrganismos e a decomposição da pilha é lenta, se a pilha tiver uma razão C/N muito baixa (abaixo dos 30) a actividade microbiana é muito intensa provocando excessivo calor. Assim a razão C/N deve andar entre os 30 e os 40.

Quer saber mais sobre compostagem? O Livro Compostaje da Mundi-Prensa Libros é um dos melhores que já li. Explica detalhadamente todo  o processo, apresenta casos de estudo e apesar de ser em Espanhol é de muito fácil compreensão.


Check IT - Uma App para Ajudar na Sua Ho

Check It é uma App da Yara (fertilizantes) que vale ...

Onde Guardar as tuas Sementes...?

Pois é ... está na altura de recolher e guardar ...

Quando Deves Plantar Morangos...?

Queres plantar morangos na tua horta? Então... Antes de pores mãos-à-obra ...

Check IT - Uma App para Ajudar na Sua Ho

Check It é uma App da Yara (fertilizantes) que vale ...

Sabes Quando Tens o Composto Maduro?

Por vezes acontece termos o composto já maduro e continuamos ...

O Que Colocar na Pilha de Compostagem

Sabes o que podes Colocar na Pilha de Compostagem...? Sabias que ...